BREGAS na Rádio Quântica

Advertisements

A Arte como Experiência do Real

S:título

A Arte como Experiência do Real – Colecção Ivo Martins em depósito no Museu de Serralves

com curadoria de Nuno Faria no Centro Internacional das Artes José de Guimarães

Obras de Joaquim Bravo, Álvaro Lapa, Xana, António Palolo, Pedro Casqueiro, Rui Chafes, Pedro Sousa Vieira, Paulo Mendes, Fernando Brito, Fernando José Pereira, Susana Mendes Silva, António de Sousa, Miguel Soares, Armanda Duarte, Fernando J. Ribeiro, Armando Ferraz, Miguel Leal, Cláudia Ulisses, Nuno Ramalho, Carla Filipe, Cristina Mateus, João Queiroz, Susanne S. D. Themlitz, Pedro Cabral Santo, Isabel Carvalho, Gonçalo Ruivo, Jaime Lebre, António Olaio

http://www.ciajg.pt/

 

Rrevolução! ROSTA REBOOT

Screen Shot 2017-07-05 at 17.31.11

Exposição no Colégio das Artes da Universidade de Coimbra

com curadoria de António Olaio, Alice Geirinhas e Pedro Pousada

de 24 de junho a 31 de outubro de 2017

Com Albuquerque Mendes, Alice Geirinhas, Ana Boavida, Ana Catarina Fragoso, Ana Pérez-Quiroga, Ana Rito, António Melo, António Olaio, António Silveira Gomes, Armando Azevedo, Avelino Sá, Beatriz Albuquerque, Bruce Gilchrist, Bruna Sousa, Daniel Nave, Elisa Pône, Felippe Moraes, Fernando José Pereira, Fernando J. Ribeiro, Francisco Queirós, Isaura Pena, Jo Joelson, Joana Monteiro, João Bicker, João Fonte Santa, João Silvério – Empty Cube, José Maçãs de Carvalho, José Maria Cunha, José Pedro Croft, Luís Alegre, Manuel João Vieira, Miguel Ângelo Rocha, Miguel Palma, Miguel Soares, Nuno Coelho, Nuno Sousa Vieira, Paul Hardman, Paulo Mendes, Pedro Amaral, Pedro Cabral Santo, Pedro Cabrita Reis, Pedro Calapez, Pedro Pousada, Pedro Proença, Pedro Sousa Vieira, Pedro Tudela, Pedro Valdez Cardoso, R2 – Artur Rebelo e Lizá Ramalho, Rita Castro Neves, Rita Gaspar Vieira, Rodrigo Oliveira, Rui Matos, São Trindade, Susana Chiocca, Susana Mendes Silva, Vanda Madureira, Vânia Rovisco, Victor Pires Vieira, Vladimir Pliassov, Zulmiro de Carvalho

O Olhar da Síbila

A metamorfose do corpo, interpretada por artistas dos séculos XX e XXI em oitenta e uma obras, mostra-se em O Olhar da Sibila – Corporalidade e Transfiguração.
A exposição constitui uma iniciativa pioneira ao reunir obras de arte pertencentes a seis colecções institucionais, que revelam o trabalho de dinamização cultural e artística de outras tantas fundações: Fundação Arpad Szenes – Vieira da Silva, Fundação Caixa Geral de Depósitos – Culturgest, Fundação EDP, Fundação Millennium bcp, Fundação Oriente e Fundação PLMJ.

 

Sob a metáfora desse olhar, as obras selecionadas, de artistas nacionais e estrangeiros, conjugam diversas aproximações à transfiguração do corpo, e do que esse corpo significa enquanto entidade que se transforma, mas que é também transformadora da forma como o sentimos e percecionamos. Esta exposição apresenta-se como uma aproximação a um campo de possibilidades vastíssimo da transfiguração corpórea e metafísica, em que a presença autorreferencial se cruza, por vezes, na alteridade. Seja individualmente ou em comunidade, essa corporalidade é também nomeação, através da palavra escrita, como imagem e narrativa, ou como título de algumas das obras, desvelando uma visão poética, mas também crítica, à qual não escapa a História da Arte e as estórias, quase íntimas, na relação entre artistas ou entre estes e o contexto em que estas obras foram criadas.
João Silvério | Curador

No Museu do Oriente até 18 de Junho.

o orgão | the organ

Screen Shot 2017-04-04 at 09.29.11

Performance: O Orgão | The Organ
Susana Mendes Silva com | with Cláudia Duarte + Sónia Baptista

Lançamento de edição especial da Revista Contemporânea
06.04.2017 [18:30h] – Sala dos Geradores | MAAT – Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia

Performance: Susana Mendes Silva
“O Orgão” com a participação de Cláudia Duarte e Sónia Baptista

Ensaio visual: Ana Vidigal

Painel: Ana Cristina Cachola, Fernanda Fragateiro, Filipa Oliveira, Luís Silva.
Moderação: Celina Brás

As (des)igualdade de género ressurgiram no tecido cultural e político contemporâneo com um enorme fôlego, activando acções e discursos artísticos ancorados em preocupações tanto éticas quanto estéticas. A revista Contemporânea, comprometida com o pensamento crítico dos nossos tempos, pretende, nesta edição especial, problematizar as práticas feministas no campo artístico, reflectindo sobre as (in)visibilidades de género e importância histórica e sociológica da arte produzida por artistas mulheres. Num momento em que o mundo da arte, à escala global, tem demonstrado uma preocupação aguda com estas questões, a Contemporânea assume-se, mais uma vez, como barómetro da situação artística portuguesa.

Editora convidada: Ana Cristina Cachola
Autores: Antonia Gaeta, Daniela Agostinho, João Mourão e Luís Silva, Luísa Santos, Pedro Barateiro, Susana Pomba.

https://www.maat.pt/pt/programas-e-eventos/revista-contemporanea-lancamento-especial-performance-susana-mendes-silva

Playlist #8

IMG_4492
Quinta feira 2 de Março, pelas 19h00, tem início mais um ciclo do projecto Playlist – o oitavo. Desta vez apresentam-se trabalhos (slideshow, GIF e vídeo) da artista plástica e performer Susana Mendes Silva (Lisboa, 1972)
http://www.susanamendessilva.com/
http://pt-performance.blogspot.pt/

Como é habitual, as obras serão apresentadas em blocos alternados nas noites de Quinta a Sábado, no café / livraria Candelabro.

Assim, nos dias 2, 4, 10, 16, 18, 24 e 30 de Março, a partir das 22h00, podem ser vistos ‘Girlschool’ (2016), ‘The Girls’ (2016) e ‘Phantasia’ (2007).

No mesmo horário mas nos dias 3, 9, 11, 17, 23, 25 e 31 de Março, serão exibidos ‘Rectangle Disorder’ (2014) e ‘Quando o meu pai trouxe estes panos ainda não me conhecia’ (2015-17).

Excepcionalmente, no dia 2 de Março serão apresentadas todas as obras da artista que compõem esta playlist. É pois mais um excelente motivo para se juntarem a nós nesse mesmo dia para o arranque desta edição. Contamos convosco.

Mais informações sobre a artista bem como detalhes sobre os trabalhos que compõem esta nova Playlist estarão disponíveis a partir de dia 2 de Março, quer no café/livraria Candelabro, numa publicação para consulta que pode ser requerida ao balcão ou em folhas de sala disponiveis no local; quer em www.cafecandelabro.com.

Sobre o projecto:

Playlist é uma proposta pensada para o espaço físico e social do café / livraria Candelabro. Através de um dispositivo de projeção simplificado, pretende-se dar a ver ou a rever, fora da órbita onde normalmente circulam estes materiais, algumas obras desenvolvidas por artistas plásticos / visuais no âmbito expandido da imagem em movimento: do vídeo ao filme-ensaio, passando pelo documentário, o registo de performance, diversos tipos de animação, GIFs, slideshow, etc.

A programação Playlist, que teve início em Junho de 2016, irá desenrolar-se ao longo do tempo apresentando perspectivas centradas no conjunto de trabalhos de um determinado criador, cruzando-as esporadicamente com outros blocos de programação que reúnam obras diversas de vários artistas em torno de pontos ou dinâmicas mais ou menos comuns.

É intenção alargar o contacto com estas produções que agora passam a poder ser vistas no Candelabro, ampliando-se assim a sua divulgação e usufruto junto do público diversificado, local, nacional e estrangeiro que frequenta o café / livraria.

Pretende-se fomentar o encontro com as propostas artísticas numa configuração propositadamente descentralizada e mais informal mas igualmente cuidada e consequente, incentivando outras possibilidades de diálogo, discussão e disseminação.

As obras programadas para o projecto Playlist podem ser vistas de Quinta feira a Sábado no Candelabro, sempre a partir das 22h00.

O projecto Playlist é coordenado e programado por Nuno Ramalho com Hugo Brito e Miguel Seabra. Até à data, foram apresentadas obras de Cristina Regadas, Alexandre Osório, André Alves, Catarina Felgueiras, João Gabriel Pereira, José Almeida Pereira, Frederico Brízida, Isabel Ribeiro, Manuel Santos Maia, Eduardo Matos, Susana Chiocca e Felícia Teixeira/João Brojo. Mais informações disponíveis em www.cafecandelabro.com