Do tirar polo Natural. Inquérito ao retrato português

output_GYKX6y

“Do tirar polo Natural. Inquérito ao retrato português”
inaugura no dia 28 de Junho às 18h:30
no Museu Nacional de Arte Antiga em Lisboa

Na exposição é mostrada a série “Phantasia” de 2007. Este projecto surgiu de um convite revista L+arte, e foi desenvolvido a partir do auto-retrato (c.1900) de Aurélia de Souza, que pertence à colecção do Museu Nacional Soares dos Reis.
Aurélia de Souza estudou pintura no Porto e em Paris, tendo realizado vários auto-retratos, como ela própria, como homem ou como santo. A artista utilizou a fotografia enquanto estudo preparatório das suas pinturas – um acto performativo que é anterior ao acto de pintar – mas estas mantém-se quase secretas, uma vez que poucas pessoas as viram. Nesta série, o que me interessou foi um encontro impossível entre nós através da ideia de re-encenação e do uso da reprodutibilidade técnica.
O título remete para a tradução grega da palavra fantasia – phantasia – que tem a mesma raiz etimológica que fantasma e que fenómeno: phainesthai.

Phantasia foi, mais tarde, apresentada enquanto série fotográfica no 3º Prémio de Pintura Ariane de Rothschild, Antiga Fábrica Mirandela, Lisboa (recebendo o primeiro prémio), e foi exposta na exposição colectiva Do séc. XVII ao séc. XXI: além do tempo, dentro do Museu, curada por Fátima Lambert, no Museu Nacional de Soares dos Reis, Porto (29 Outubro – 12 Dezembro 2009).

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s